sexta-feira, 19 de maio de 2017

Novo título Temas Originais: "Poesia erótica do tempo de Bocage"


Uma organização de António Galrinho.




Sob a chancela da Temas Originais, acaba de sair "Poesia erótica do tempo de Bocage". 

Como se pode ler na contracapa: "Este livro reúne os textos e os poemas apresentados no 1.º Encontro Maior de Poesia Erótica, realizado em Setúbal em três dias de junho de 2016, integrado nas comemorações dos 250 anos do nascimento de Bocage. O encontro foi dedicado ao poeta sadino e a poetas portugueses e brasileiros da sua época ou que, não sendo seus contemporâneos, com ele têm especiais afinidades: Caetano José da Silva, Abade de Jazente, Lobo da Madragoa, Filinto Elísio, Nicolau Tolentino, José Agostinho de Macedo, Pimentel Maldonado, Correia Henriques, Pedro José Constâncio e Almeida Garrett; Gregório de Matos, Tomás António Gonzaga, Silva Alvarenga, Francisco Moniz Barreto, Francisco de Paula Brito, João Salomé de Queiroga e Olavo Bilac."
Um trabalho organizado por António Galrinho que, na Temas Originais, editou: “O homem que fazia círculos” (Menção Honrosa no Prémio Literário Miguel Torga - 2010), 2011; “O Museu das Palavras”, 2014; e “Escritos de juventude”, 2016 e "Através do ar e da luz", 2016. Sob o pseudónimo de J. J. Sobral: “Coisinhas de adultos”, 2011; e “O Banquete de Estado”, 2015.
Um volume a não perder. Faça a sua encomenda através do e-mail: temas.originais@gmail.com ou por mensagem privada aqui no Facebook.

"Poesia erótica do tempo de Bocage"
ISBN: 978-989-688-286-0
Dim.: 14,8 x 20,5 cm - 116 pág. - € 10,00

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

"No lugar da pouca farinha", de Luís Filipe Pereira, nº 2 da série "Preto no Branco"





E, também, na série “Preto no Branco”, o número 2 desta nova série da Temas Originais, “No lugar da pouca farinha”, de Luís Filipe Pereira onde o autor, com mestria, rege as palavras, não só pela sua dimensão ao nível do significado, ou pelo ritmo que as suas sílabas contaminam, mas, e sobretudo pela dinâmica pródiga com que cria imagens.

No lugar da pouca farinha
Poesia - ISBN: 978-989-688- 283-9
Dim: 14 x 20 cm –- 54 Pág. – PVP: € 10,00

Saiba como adquirir o seu exemplar através do e-mail: temas.originais@gmail.com ou, junto ao autor, Luís Filipe Pereira.

"Sob o signo da morte de Mário de Sá-Carneiro", de Xavier Zarco, nº 1 da nova série "Preto no Branco"





E mais uma novidade na Temas Originais.
O número 1 da nova série "Preto no Branco" da Temas Originais é:

“Sob o signo da morte de Mário de Sá-Carneiro”, de Xavier Zarco
Após a sua edição em formato epub, surge agora em papel. 
Xavier Zarco publicou cerca de três dezenas de títulos, estreando-se com "O livro dos murmúrios" (Palimage, 1998). Várias das suas obras foram distinguidas com prestigiados prémios literários dos quais se destacam: Prémio de Poesia Vítor Matos e Sá, em 2004 e 2007 (Conselho Científico da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra), com "O guardador das águas" e "Variações sobre tema de Vítor Matos e Sá: Invenção de Eros"; Prémio de Poesia no Concurso Literário Manuel Maria Barbosa du Bocage, em 2005 e 2010 (LASA - Liga dos Amigos de Setúbal e Azeitão), com "O fogo A cinza" e "Dizer do Pó"; Prémio de Poesia Raul de Carvalho, em 2005 (Câmara Municipal do Alvito), com "O livro do regresso"; ou o Prémio Literário da Lusofonia, em 2006 (Câmara Municipal de Bragança), com "Nove ciclos para um poema". Na presente obra, o autor faz uma digressão poética pela vida e obra de Mário de Sá-Carneiro, sempre sob o signo do suicídio em literatura.

Sob o signo da morte de Mário de Sá-Carneiro
Poesia - ISBN: 978-989-688- 281-5
Dim: 14 x 20 cm –- 48 Pág. – PVP: € 10,00

Saiba como adquirir o seu exemplar através do e-mail: temas.originais@gmail.com ou, junto ao autor, pelo e-mail: xavierzarco@gmail.com.

"Desconexões" (andar pelas fragas do caminho), de Severino Moreira




E as novidades continuam na Temas Originais. 

Desta vez, de Severino Moreira, a 2:ª edição, revista e aumentada, de “Desconexões (andar pelas fragas do caminho)".
Sobre este volume, escreve no prefácio Xavier Zarco:
“O poema em Severino Moreira assume-se, sobretudo, na minha leitura, como veículo de difusão de valores humanistas, no sentido de trazer até nós, dando-lhes assim voz, o silêncio dos oprimidos na busca de um acordar da consciência colectiva para o drama humano.
Trata-se de um autor que assume a condição de quem, mais do que mero observador, quer e exige a si mesmo, porque de facto o sente, que a palavra surja e seja instrumento capaz de mudança.”

Desconexões (andar pelas fragas do caminho)
Poesia - ISBN: 978-989-688- 282-2
Dim: 14,5 x 20,5 cm –- 114 Pág. – PVP: € 10,00

Saiba como adquirir o seu exemplar através do e-mail: temas.originais@gmail.com ou, junto ao autor, pelo e-mail: severinomoreira@sapo.pt.

"Através do ar e da luz", de António Galrinho





Mas há mais novidades na Temas Originais.
De António Galrinho, publica-se “Através do ar e da luz”.

“António Galrinho traz até nós um poema, ou, quem sabe, uma missiva destinada a mim ou a si, que agora me lê, epístola esta sob um título bem sugestivo: “Através do ar e da luz”, que nos remete para o essencial. Ar de que necessitamos para viver e luz de que precisamos para vislumbrarmos as coisas quase direi interiores e exteriores a nós, matéria fundamental para a possível aproximação ao que o Mundo é. Mas porque conhecer as coisas não é algo dado, o poeta diz-nos, porque para qualquer um de nós está, de facto, a dirigir a sua palavra, a sua mensagem de múltiplas formas: ora pelo convencional verso e modo de apresentação das palavras, ora invertendo estas últimas ou semeando, não só o silêncio fundamental ao registo poético, mas também a quebra do próprio discurso, como dispersando palavras pela página, obrigando-nos à reconstrução do texto. Obra densa e rica, “Através do ar e da luz” é um exercício sobre o acto da escrita e sobre o acto da reconstrução e apropriação da escrita através da leitura. Mais um título que só vem confirmar este autor como um nome deveras interessante e que urge ser descoberto. Sem dúvida, um dos autores mais versáteis que tive o grato privilégio de ler.” (Xavier Zarco)

Do autor, na Temas Originais: “O homem que fazia círculos” (Menção Honrosa no Prémio Literário Miguel Torga - 2010), 2011; “O Museu das Palavras”, 2014; e “Escritos de juventude”, 2016. Sob o pseudónimo de J. J. Sobral: “Coisinhas de adultos”, 2011; e “O Banquete de Estado”, 2015.

Através do ar e da luz
Poesia - ISBN: 978-989-688-278-5
Dim: 14,8 x 21 cm –- 64 Pág. – PVP: € 10,00
Saiba como adquirir o seu exemplar através do e-mail: temas.originais@gmail.com ou, junto ao autor, pelo e-mail: a.galrinho@sapo.pt.

Tributo a Alexandre O´Neill - Série "Sob Epígrafe", nº 4





E há mais novidade na Temas Originais. 

Depois das edições dedicadas a José Craveirinha, José Carlos Ary dos Santos e Mário de Sá-Carneiro, a Temas Originais tem o grato prazer de anunciar a publicação do n.º 4 da série “Sob Epígrafe”. Desta feita, trata-se de uma homenagem a Alexandre O’Neill, um dos nomes mais relevantes da Poesia em Língua Portuguesa. 
Deste volume, “Tributo a Alexandre O’Neill”, participam: Angelo AlvesJosé Rodrigues Dias,Luís AltérioMaria Antonieta Alentado Oliveira,Severino MoreiraSusana Campos e Xavier Zarco.

Tributo a Alexandre O’Neill
Série “Sob Epígrafe” - n.º 4
Poesia - ISBN: 978-989-688-280-8
Dim: 14,5 x 20,5 cm –- 48 Pág. – PVP: € 10,00

Saiba como adquirir o seu exemplar através do e-mail: temas.originais@gmail.com

"Und", de Howard Barker




Recentemente editado pela Temas Originais, "Und", de Howard Barker. Trata-se da 6.ª peça deste importante dramaturgo contemporâneo que a Temas Originais tem o grato privilégio de editar.

Sobre esta obra, lê-se, em: http://www.teatromunicipaldoporto.pt/PT/programa/as-boas-raparigas-und-estreia-coproducao/ (último acesso a 08.01.2017), o seguinte: 

""Und” é um pequeno fragmento da grande obra dramática de Howard Barker, um pequeno fragmento que nos leva a uma intensa escavação à experiência da espera, da convicção e do desespero.
Uma mulher, Und, aguarda diante de um tabuleiro de chá por um homem sem nome, desconhecido. Há indícios suficientes para sugerir que o convidado talvez esteja envolvido numa qualquer atividade fascista. Und, pelo que parece, é uma judia que finge ser uma aristocrata. No entanto ela também parece ter razões para ser devotada ao visitante. A peça é construída com base nesta tensão entre o medo e o amor pelo estranho, uma exploração intensa, muitas vezes cómica, da solidão e da esperança, um estudo das dinâmicas entre erotismo e terror. A peça faz-nos emergir na experiência da convicção fanática e impulsiva."

“Und”
Howard Barker
(edição com o apoio de As Boas Raparigas)
Teatro - ISBN: 978-989-688-279-2
Dim: 14,5 x 20,5 cm – PVP.: € 8,00 – 50 pág.

Saiba como adquirir o seu exemplar através do e-mail: temas.originais@gmail.com